"E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música." Nietzsche

Formspring

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Da Série: Guardadora de Utopias


RETALHOS

Foi nesta casa que vivi até os oito anos. Casa de Vovó e de Vovô. Dona Santinha, mulher pragmática, professora, caridosa, rezadeira que não cobra pelos serviços. Seu José, Zé de Ovídio, é um senhor bonachão, que sempre fez das suas posses, as posses de todos que precisavam, que faz questão de dar nome a todos os bichos que cria, e até mesmo de homenagear os que partem, dando os mesmos nomes aos que chegam. Pingo, por exemplo, já foram uns três cachorros. O pingo original era peludo e meio amarelado. Quando pequeno o meu bisavô não permitia que meu avô brincasse. Hoje conserva uma ingenuidade de criança, talvez a criança que não pode ser.



Lembro de muitas outras coisas deste universo, lembro do seu Zé do Jegue, um senhor que aparecia de vez em quanto, com mais de vinte jegues. Jegues de todas as cores e tamanhos, que me deixavam muito curiosa para entender o que o movia, quem era ele. Ficava hospedado no quartinho da entrada, e não tomava banho, se banhava numa bacia, e pronto. No dia seguinte ia embora.


... E nas sutilezas do cotidiado, é que vamos sendo formados, lapidados.


"A memória é uma senhora velha e louca que  joga comida fora e guarda trapos coloridos."

Nenhum comentário: